MISODOR
 

 

 

 

 

 

MISODOR

 

452 RECADOS                                                                                                
Custom Search
AREA DE LOGIN      
USUARIO:              
SENHA                  
NECESSÁRIO SOMENTE PARA COLABORADORES, TODO CONTEUDO PROGRAMATICO ESTÁ DISPONIVEL SEM SENHA NA ÁREA DE MEDICINA
MEDICINA
CLINICA MEDICA                       CIRURGIA                      OBSTETRICA-GINECOLOGIA                     PEDIATRIA                      SAÚDE PUBLICA
TREINAMENTO
BANCO DE PROVAS EM CONTINUA EXPANSÃO, ATUALMENTE COM 3362 QUESTÕES OBJETIVAS, 30 QUESTÕES DISCURSIVAS E 31 CASOS CLINICOS, TODAS COM GABARITO COMENTADO
OBJETIVAS
                     DISCURSIVAS                     CASUISTICA                    PROVAS ANTERIORES                     SIMULADOR DE PROVA
UTILITÁRIOS
GLOSSARIO                              INDEX FARMACON                              ESCALA DE GLASGOW

ESÓFAGO

São causas importantes das síndromes aspirativas, EXCETO:

A. divertículo de MECKEL
B. divertículo de ZENKER
C. pós-extubação endotraqueal
D. uso de drogas anticolinérgicas
E. acalásia

URGÊNCIAS PEDIATRICAS

A Síndrome da Angústia Respiratória Aguda (SARA) é uma forma de insuficiência respiratória aguda e progressiva, devido ao edema pulmonar intersticial induzido por diversas causas diretas e indiretas, que se manifesta por taquipnéia, dispnéia, cianose, diminuição progressiva da complacência pulmonar e hipoxemia refratária e constante.

1) Quais são as causas qua mais predispõem á SARA? (0,25 p)
2) Enumeram pelo menos 4 criterios que definem a SARA (0,25 p)

B..S. – Com seis anos, nascida na periferia da cidade, feminina, negra. Levada ao hospital com encaminhamento do Odontólogo relatando alteração dentária sugestiva e portando exames laboratoriais onde o VDRL encontrava-se positivo 1:32. Imediatamente internada para investigação.

A mãe, do lar, de pouca escolaridade, tem outros três filhos sendo 2 do mesmo pai. A avó materna é HIV positiva e moram em casa de alvenaria com água e esgoto. A criança nasceu de parto normal, com 2950 g e 50 cm ficando internada por cinco dias para fototerapia, não sendo realizado VDRL. O pré-natal foi realizado inadequadamente.

O exame físico mostrou criança ativa, em bom estado geral, corada, hidratada, acianótica, anictérica, eupnéica, sem déficit ponderal ou de estatura, desenvolvimento físico e psicomotor compatíveis com a idade. O exame dos sistemas neurológico, cardiovascular, respiratório, abdome e membros eram normais. A cavidade oral exibia os incisivos centrais e superiores, em serrilhado típico (dentes de Hutchinson) e molares em amora, sendo observado um mal estado dentário.

 

1) Trata-se de sifilis congênita neste caso? Quais são os pontos de apoio para esse diagnóstico? - 0,25 pontos;

2) Qual é a atitude terapêutica a ser tomada imediatamente? - 0,25 pontos;