MONITOR DE QUESTÕES

VERIFIQUE RAPIDO SEUS CONHECIMENTOS!

 

VOLTAR

SAIR

Conteudo programatico: ANEMIAS

4968. Em relação à hemoglobina:

A. a HbF é composta por 2 cadeias alfa e 2 cadeias delta
B. A HbA2 é composta por 2 cadeias alfa e 2 cadeias gama
C. A Hb tem 4 anéis porfirínicos contendo cada um 1 átomo de ferro
D. A Hb é um importante tampão do ácido carbônico
E. a ligação com o oxigénio é aumentada pelo 2-3-difosfoglicerato

Conteudo programatico: ANEMIAS

4967. Os eritrócitos maduros:

A. contêm os antigênios do grupo sanguíneo no citoplasma
B. coloram-se pelo azul de metileno devido à presença de ribossomas produtores de hemoglobina
C. derivam energia da glucose para abastecer a bomba de sódio/potássio
D. têm uma semivida na circulação de cerca de 120 dias
E. contêm anidrase carbônica que facilita o transporte de dióxido de carbono

Conteudo programatico: CARDIOPATIAS CONGÊNITAS

4966. Na tetralogia Fallot os episódios hipercianóticos apresentam um quadro clínico distinto:

A. surgem tipicamente após o primeiro ano de idade
B. há cianose, polipneia, mau estado geral, até prostração
C. baqueteamento digital é presente quase sempre
D. apesar do dramatismo da crise quase sempre não há perigo de vida
E. episodios hipercineticos aparecem em todos os portadores de doença Fallot

Conteudo programatico: ANEMIAS

4965. Na formação normal das células sanguíneas:

A. a hematopoiese fetal não se faz na medula óssea
B. todos os linfócitos têm origem na medula
C. a hematopoiese no adulto estende-se para as cabeças umerais e femorais
D. o proeritroblasto precede o desenvolvimento do normoblasto
E. a eritropoietina é formada pelas células mesangiais do glomérulo renal

Conteudo programatico: ANEMIAS

4964. Sobre a hematopoiese normal:

A. No recém-nascido a hematopoiese é feita pela medula óssea vermelha, pelo fígado e pelo baço
B. Todos os linfócitos tem origem e diferenciam-se na medula óssea
C. Todas as “stem cells” são pluripotentes isto é podem formar qualquer tipo de célula sanguínea
D. A maturação das células sanguíneas é completada fora da medula óssea
E. Na medula óssea vermelha a relação eritrócitos/glóbulos brancos é de 3/1

Conteudo programatico: DERMATOLOGIA

4963. Assinale a alternativa INCORRETA em relação ao lúpus eritematoso discoide:

A. É mais comum no sexo feminino
B. O trauma e a radiação ultra violeta podem iniciar e exacerbar as lesões
C. Não causa alopecia definitiva
D. Pode ocorrer em qualquer área da superfície corporal
E. O pico de incidência é na quarta década

Conteudo programatico: DERMATOLOGIA

4962. Paciente de 45 anos, masculino, etilista, apresenta um quadro de artrite aguda, de início súbito noturno, envolvendo tornozelo esquerdo, joelho direito e articulação metatarso-falangeana esquerda. Esse quadro é sugestivo de:

A. Síndrome de Reiter
B. Espondilite Anquilosante
C. Artrite gotosa
D. Artrite psoriática
E. Artrite reumatóide

Conteudo programatico: DERMATOLOGIA

4961. Assinale a alternativa incorreta em relação a necrólise epidérmica tóxica (síndrome de Lyell):

A. O envolvimento ocular pode levar a ceratite, conjuntivite e simbléfaro
B. A taxa de mortalidade habitual é acima de 25%
C. O tratamento de escolha é a administração sistêmica de corticoesteroides
D. Culturas da pele, mucosas, urina sangue e da ponta dos acessos venosos direcionam a antibióticoterapia
E. As principais drogas responsáveis são os anticonvulsivantes, antibióticos e antiinflamatórios não hormonais

Conteudo programatico: FARMACOLOGIA

4960. Qual dos hormônios abaixo apresenta um aumento considerável nos níveis plasmáticos, sabendo que o paciente faz uso de antipsicótico convencional de alta potência:

A. Triidotironina
B. Melatonina
C. Aldosterona
D. Leptina
E. Prolactina

Conteudo programatico: HEPATITES VIRAIS

4959. Qual da Hepatite apresenta frequentemente na sua fase prodromica manifestações semelhantes a doença do soro, composta por: dor articular, febre e alterações cutâneas tipo urticariformes e maculopapulares:

A. Hepatite A
B. Hepatite B
C. Hepatite C
D. Hepatite D
E. Hepatite E

QUESTÕES DOS COLABORADORES

Conteudo programatico:  CANCER DE OVARIO

AUTOR:           GUILLERMO

5046: PACIENTE DE 52 ANOS FOI DIAGNOSTICADA DE CARCINOMA DE OVARIO SEROSO , INOPERAVEL PELA EXTENÇÃO ABDOMINAL MACIÇA. 
A CONDUTA MAIS ADEQÜADA É:  
                                            A) CUIDADOS PALIATIVOS
                                            B) RADIOTERAPIA ABDOMINAL
                                            C) QUIMIOTERAPIA
                                            D) PROGESTÁGENOS
                                            E) ANTIESTRÓGENOS 

Conteudo programatico:  HANSENIASE

AUTOR:           DANIEL

5044:

Paciente do sexo masculino, 43 anos, apresenta quadro de infiltrações nas orelhas externas, madarose, ressecamento da pele e dos membros, dor articular, espessamento no nervo ulnar  e astenia. Mitsuda negativo. A classificação e a forma de tratamento desse hanseníase estão corretamente associadas na seguinte opção de resposta:

a) poliquimioterapia multibacilar ------- forma virchowiana.
b) poliquimioterapia paucibacilar ------- forma dimorfa.
c) poliquimioterapia paucibacilar ------- forma virchowiana.
d) poliquimioterapia multibacilar ------- forma dimorfa.
e) poliquimioterapia multibacilar ------- forma tuberculoide.

Conteudo programatico:  HANSENIASE

AUTOR:           DANIEL

5043:

Paciente do sexo masculino apresenta lesões de pele sugestivas de hanseníase multibacilar (MB). Em nenhum dos comunicantes intradomiciliares foi diagnosticada hanseníase. A alternativa que melhor corresponde à medida profilática adequada para os comunicantes é:

a) observação dos comunicantes, sem nenhuma medida adicional.
b) quimioprofilaxia com rifampicina por dois dias.
c) quimioprofilaxia com dapsona por 6 meses.
d) vacinação com BCG para os comunicantes menores de 5 anos.
e) vacinação com BCG para todos os comunicantes.

Conteudo programatico:  HANSENIASE

AUTOR:           DANIEL

5042:

Você recebe em seu consultório uma mulher de 30 anos, residente em Fortaleza-CE, no 4° mês de tratamento de Hanseníase Virchowiana, que desenvolveu nódulos eritematosos, dolorosos no tronco, face e membros superiores há 3 dias. A melhor conduta é:

a) suspender o tratamento, pois trata-se de reação alérgica à clofazimina.
b) suspender apenas a dapsona e iniciar terapia com anti-histamínicos.
c) suspender o tratamento e inicar terapia com talidomida, de 100 a 400 mg/dia, até a resolução do quadro e, então, reiniciar o tratamento específico.
d) manter o tratamento e iniciar predinosa, de 1 a 2 mg/kg/dia.
e) manter o tramento e iniciar terapia com talidomida nas doses recomendadas.

Conteudo programatico:  HANSENIASE

AUTOR:           DANIEL

5041:

Considere o seguinte quadro:
Paciente, apresenta lesões eritemato-infiltradas, anestésicas, duas em face e três no tronco. O teste de Mitsuda foi positivo 28 dias após a injeção intradérmica. Clinicamente, considerou-se o diagnóstico de Hanseníase.
Em relação a esse caso, assinale a alternativa INCORRETA:

a) A forma tuberculóide apresenta placas bem delimitadas com raros bacilos.
b) As formas boderline/dimorfa apresentam distribuição assimétrica das lesões cutâneas e dos nervos envolvidos.
c) A forma virchowiana/lepromatosa acomete difusamente a pele, tendo se infiltrado com histiócitos espumosos ricos em bacilos.
d) Pacientes paucibacilares são geralmente Mitsuda positivos.
e) Eritema Nodoso Hansênico é uma reação comum aos paciente de hanseníase quando iniciam o tratamento, independente da sua forma clínica. 

Conteudo programatico:  A. I. D. S.

AUTOR:           DANIEL

5040: O uso profilático de AZT injetável no pré-parto, segundo ACTG 076, reduz a transmissão vertical em:

a) 10%
b) 17%
c) 25%
d) 67%
e) 85%

Conteudo programatico:  A. I. D. S.

AUTOR:           DANIEL

5039: Em relação à transmissão vertical do HIV, é correto afirmar:

a) A cesariana eletiva reduz pela metade a transmissão vertical do HIV, quando comparada com a cesariana realizada depois do inicio do trabalho de parto.
b) O aleitamento materno não é contra-indicado se a contagem de linfócitos T-CD4 for maior que 500 células/mm3.
c) Com carga viral abaixo de 10.000 cópias/ml, a via de parto será indicada por critérios obstétricos.
d) O uso de zidovudina intravenosa deve ser iniciado uma hora antes do parto.
e) A episiotomia não tem relação com o risco de transmissão vertical do HIV.

Conteudo programatico:  A. I. D. S.

AUTOR:           DANIEL

5038: Gestante, 26 anos de idade, G2P0A1, 34 semanas de idade gestacional, foi encaminhada da Unidade Básica de Saúde com diagnóstico comprovado de infecção com o Vírus da Imunodeficiência Humana (HIV), assintomática.
Sobre a utilização de anti-retrovirais para esta paciente, qual a alternativa CORRETA:

a) aguardar o resultado da carga viral para definir qual esquema anti-retroviral será utilizado.
b) Iniciar com inibidores da transcriptase reversa (zidovudina + lamivudina) e inibidor de protease (nelfinavir).
c) Iniciar com inibidores da transcriptase reversa ( zidovudina + efavirenz) e inibidor de protease (nelfinavir).
d) Iniciar com zidovudina e aguardar o resultado da carga viral para ajuste da dose.
e) Nenhum anti-retroviral, pois devemos interromper imediatamente a gravidez para diminuir o risco de transmissão vertical do HIV.

Conteudo programatico:  A. I. D. S.

AUTOR:           DANIEL

5037: Gestante no curso da 10a semana apresenta quadro clínico de AIDS com tuberculose pulmonar. A contagem de linfócitos T-CD4 é de 400 células/ml e se pretende usar a rifampicina para o tratamento da tuberculose. A melhor opção para o tratamento da AIDS, neste caso, é:

a) Monoterapia de imediato com zidovudina (AZT).
b) Terapia dupla (zidovudina + lamivudina).
c) Terapia tripla (zidovudina + lamivudina + nelfinavir).
d) Terapia tripla (zidovudina + lamivudina + abacavir).
e) Terapia tripla (zidovudina + lamivudina + hidroxiuréia).

Conteudo programatico:  A. I. D. S.

AUTOR:           DANIEL

5036: Em relação ao manejo de paciente gestante HIV positivo, são recomendações do Ministério da Saúde, EXCETO:

a) O uso de profilaxia com anti-retrovirais deve ser iniciado a partir da 14a semana de gestação e continuar durante o trabalho de parto e parto até o clampeamento do cordão.
b) Em relação aos critérios de escolha da via de parto, recomenda-se o parto por operação cesariana eletiva se a paciente apresentar carga viral inferior a 1.000 cópias/ml ou indetectável ou estiver com idade gestacional maior ou igual a 34 semanas.
c) No parto vaginal, a episiotomia deve ser evitada sempre que possível e deve-se manter a bolsa íntegra até o período expulsivo.
d) Não há necessidade de se isolar a mulher HIV positivo.
e) Realizar o clampeamento do cordão imediatamente após a saída do recém-nascido.

 

VOLTAR
SAIR