PROVA ONLINE
(EXPERIMENTAL)

SAIR

PARTE OBJETIVA

MEDICINA INTERNA (10 QUESTÕES)

1) A doença do Cushing caracteriza-se pelas seguintes:

I) incidência de 5-10 milhões de casos por ano
II) afeta predominantemente mulheres, entre 40 e 60 anos de idade
III) existe uma hiperplasia adrenocortical bilateral pelo aumento da zona externa da suprarrenal
IV) macroadenomas estão presentes em 10% dos casos

São verdadeiras:

A. uma afirmação e falsa
B. duas afirmações são verdadeiras
C. a primeira e a ultima afimação vêm em contradição
D. metade das afirmações sáo falsas
E. todas as afirmações são verdadeiras

    

 

2) Em relação ao que se refere à Síndrome de Cushing, assinale a afirmativa INCORRETA:

A. Relaciona-se ao excesso de corticosteróides
B. Tumores adrenais primários são responsáveis pela maioria dos casos.
C. A doença de Cushing refere-se aos casos específicos de hipercortisolismo por hipersecreção de ACTH na glândula pituitária
D. Manifesta-se por fraqueza generalizada, obesidade central, hipertensão arterial sistêmica, hirsutismo e intolerância a glicose.
E. aumenta a pressão intraocular, devido a uma alta produção de umor aquosa

    

 

3) O efeito colateral mais encontrado em caso de tratamento prolongado com sulfadiazina:

A. rush cutâneo
B. colite pseudomembranosa
C. diminuição da resposta imune
D. cristalização renal
E. intolerância digestiva

    

 

4) Homem de 70 anos, desenvolve quadro de febre, tosse com expectoração amarelada, dispnéia e diarréia. Considerando que ele é fumante, não conta história de perda de consciência ou alcoolismo, qual o agente etiológico mais provável para sua infecção?

A. Klebsiella pneumoniae
B. Anaeróbios
C. Haemophillus influenzae
D. Pseudomonas aeruginoosa
E. Mycoplasma pneumoniae

    

 

5) Os pacientes com AIDS apresentam, conforme as pesquisas, maior incidência de efeitos adversos terapeuticas relacionadas com o tratamento da tuberculose. A mais frequente, que pode constituir-se em justificativa de interrupção do tratamento é:

A. a hepatite
B. a insuficiência renal
C. a hipertensão intracraniana
D. a pericardite serosa
E. a neutropenia

    

 

6) A hipertensão arterial pode ser definida como:

A. a principal causa de doença renal terminal
B. a causa mais frequente da hipertrofia ventricular esquerda
C. a principal causa de morte em homens brasileiros
D. um fator de risco independente para morbimortalidade cardiovascular
E. o fator de risco mais importante para a ocorrencia da doença coronariana

    

 

7) Constitui o único método capaz de estabelecer o diagnóstico definitivo de neurotoxoplasmose nos pacientes com AIDS:

A. TGA-doi-ELISA
B. PCR no líquido cefalorraquidiano
C. culturas de líquor para Toxoplasma gondii
D. teste sorológico específico para toxoplasmose
E. biópsia cerebral

    

 

8) Alguns aspectos gerais devem ser considerados na avaliação dos sintomas gastrointestinais em doentes com AIDS.
Consideram as afirmações:

(I) a manifestação mais frequente das infecçãoes gastrointestinais oportunistas é a proctite
(II) a presença da hematoquezia sugere tuberculose intestinal
(III) linfadenopatia, hepatomegalia, esplenomegalia são comumente detectadas nas infecções oportunistas gastrointestinais
(IV) os exames não-invasivos tem que ser  confirmados por biópsia

São verdadeiras:

A. I, II, III, IV
B. I, II e III
C. I e III
D. II e IV
E. nenhuma das acima

    

 

9) Sobre a forma subclinica de hipotireoidismo e CORRETO afirmar que

I) a incidência do hipotireoidismo subclinico aumenta com a idade
II) pode evoluir para o hipotireoidismo evidente
III) evolui com pressão intraocular aumentada irreversivél depois alguns anos de evolução
IV) em principal, o hipotireoidismo subclínico provoca alterações no metabolismo lipidico

São verdadeiras:

A. apenas I, II e III
B. apenas III e IV
C. apenas I e IV
D. todas
E. nenhuma

    

 

10) Pacientes portadores de anemia aplásica geralmente procuram atenção médica por causa de:

A. sangramento gengival com a higiene dentária
B. manchas "café-com-leite"
C. dor abdominal causada pela esplenomegalia
D. odinofagia
E. febre

    

 

CIRURGIA (10 QUESTÕES)

11) Isquemia de cólon ocorre em 1% das correções de aneurisma, sendo caracterizada pela seguinte:

A. pode durar três a quatro dias até o surgimento da sintomatologia
B. evolui com diarreia hemorrágica
C. a sigmoidoscopia e negativa ou atipica
D. na maioria das vezes causa gangrena de toda a espessura da parede e peritonite
E. e indolóra

    

 

12) O nervo "criminoso" de Grassi é:

A. o vago esquerdo
B. o primeiro ramo do nervo vago direito
C. o primeiro ramo do nervo vago esquerdo
D. um ramo do nervo direito para o plexo celiaco
E. o ramo hepatico do nervo vago esquerdo

    

 

13) Morfologia aneurismática mais comum:

A. lobulado, com varias tráveas entre quais alojam-se coagulos e ateromas
B. saculares, com degeneração aneurismática afetando somente parte da circunferência arterial
C. piriforme, com alargamento elipsoidal
D. aciniforme, em forma de cacho, especialmente aqueles complicadas com trombose
E. fusiforme, com alargamento circunferencial simétrico

    

 

14) Sob condições normais, o gradiente pressórico através da válvula mitral, e:

A. 5 mm Hg
B. 15 mm Hg
C. 20 mm Hg
D. 25 mm Hg
E. não existe nenhum gradiente pressórico através da válvula mitral

    

 

15) Paciente com hematêmese e melena. Na investigação, a EDA revela presença isolada de varizes do fundo gástrico, com sinais recentes de sangramento. Patologia mais freqüentemente associada:

A. esquistossomose
B. hepatite cronica etanolica
C. cirrose hepatica
D. policitemia vera,
E. gastropatia hipertensiva portal

    

 

16) Nas suspeitas de lesão renal, o exame de escolha é:

A. TC abdominal com contraste venoso
B. a urografia excretora
C. urografia retrógrada
D. cateterismo com catéter tipo "duplo J"
E. tomografia com positrons

    

 

17) Homem, 18 anos, 72 kg, vítima de queimadura por álcool há uma hora. Ao exame físico apresenta queimadura de terceiro grau em todo o membro inferior esquerdo. A terapêutica, nas primeiras 8 horas, deverá incluir infusão intravenosa com:

A. solução cristalóide
B. solução cristalóide mais colóide
C. solução colóide
D. solução colóide mais antibioticoterapia sistêmica
E. solução colóide, solução cristalóide mais antibioticoterapia sistêmica

    

 

18) Deslocamento posterior da base da língua por diminuição do nível de consciência pode acontecer em caso de:

A. inalação de fumaça
B. choque hemorragico
C. pneumotorax aberto
D. obesidade
E. afogamento

    

 

19) Para um paciente com estenose mitral o esforço fisico pode causar:

A. perda do kick atrial
B. sincope
C. crise anginosa
D. fibrilação atrial
E. broncoespasmo

    

 

20) A característica mais proeminente para a distinção comparativa do processo aterosclerotico arterial com outras arteriopatias é:

A. a migração e proliferação da células musculares lisas na camada média
B. a presença de lipídios dentro dessas lesões
C. a doença é tanto sistémica quanto segmentar, com evidente predomínio por de determinados locais dentro da árvore arterial e com relativa preservação de outros
D. altos índices de eventos miocárdicos, acidente vascular encefálico e amputação
E. as lesões oclusivas são predominantes nas artérias musculares

    

 

PEDIATRIA (10 QUESTÕES)

21) No caso de pancardite reumatica e menos encontrado:

A. taquicardia, presença de sopros
B. retificação e depressão segmento “ST” da ECG
C. bloqueios A-V de diversos graus
D. extra-sístoles ventricular e supraventricular
E. derrame pericárdico moderado

    

 

22) A associação mais frequwnte das críses fébris se faz com:

A. infecções intestinais
B. tumores de lobo temporal
C. infecções de vias aeréas superiores
D. glomerulonefrite aguda
E. crise addisoniana

    

 

23) O agente etiológico, principal envolvido no quadro de bronquiolite, é o:

A. Vírus sincicial respiratório
B. Mycoplasma pneumoniae
C. Vírus influenzae e parainfluenzae
D. Haemophilus influenzae
E. Adenovírus

    

 

24) Qual das seguintes afirmações é verdadeira?

A. todos os pacientes com uma efusão parapneumônica requerem hospitalização
B. todas as efusões pleurais requerem toracoscopia para resolução
C. todas as efusões parapneumônicas, se cultivadas, irão ser positivas para patógenos
D. todas as efusões parapneumônicas requerem intervenção cirúrgica
E. pequenas efusões parapneumônicas são geralmente clinicamente irrelevantes e se resolvem sem intervenção cirúrgica

    

 

25) Qual das lesões cardíacas abaixo NÃO seria considerada um risco elevado para o desenvolvimento de endocardite infecciosa?

A. regurgitação mitral
B. insuficiência aórtica
C. estenose aórtica
D. defeito do septo atrial
E. defeito do septo ventricular

    

 

26) Uma menina hispânica de 18 meses de idade é levada ao seu consultório para uma avaliação de rotina. Nos exames de triagem, foi observado um nível de hemoglobina de 4,6 g/dL. A criança não está pálida e, de acordo com os pais, apresenta uma atitude "irritada". No histórico adicional, os pais informam que a dieta da criança consiste em aproximadamente, 1 litro de leite de vaca por dia. Não há prévio histórico de anemia ou histórico de pica, trauma ou perda sanguínea recente. A criança é o produto de uma gravidez a termo não complicada e está indo bem, sem outros problemas médicos e crescimento e desenvolvimento normais. Não há histórico familiar de distúrbios sanguíneos. Uma leve palidez e sopro sistólico de ejeção 2/6 na borda esternal esquerda são observados no exame físico.
Sobre o caso acíma, assinalem a afirmação CORRETA:

A. o diagnostico mais provável para essa criança é anemia pela doença crônica
B. a hemoglobina de nível tão baixo levanta alta suspeita de leucemia aguda
C. o teste diagnóstico mais apropriado deve incluir testes de Coombs direto e indireto
D. o uso excessivo de leite de vaca é uma das causas da anemia desta criança
E. a solicitação do nivel sérico de ferritina é mandatoria e fecha o diagnostico neste caso

    

 

27) Os métodos principais de diagnóstico no sifilis são os testes sorológicos não-treponêmicos, dos que faz parte:

A. Venerai Disease Research Laboratory (VDRL)
B. o teste de imobilização do P. pallidum
C. o teste de absorção de anticorpos treponemicos fluorescentes (FTA-ABS)
D. microhemaglutinação para anticorpos ao T. pallidum
E. Teste de Waaler e Rose

    

 

28) O diagnostico da nasofaringite viral precisa de:

A. cultura e isolamento de vírus
B. exame clínico
C. hemograma, VHS
D. otoscopia
E. rinoscopia

    

 

29) Lactente de um mês é levado para consulta de puericultura. A lactante refere que o bebê é muito “bonzinho” e mama de 4 em 4 horas. Está em aleitamento materno (AM) exclusivo. Nasceu pesando 3.000 g e medindo 50 cm. Testes de triagem neonatal sem alterações. Exame físico: normal; P: 3450 g, C:53 cm. A mãe está assustada, pois acha que o bebê não engordou bem. A conduta adequada neste caso é:

A. manter o AM, complementando com fórmula infantil no copinho, já que ganhou pouco peso e cresceu pouco em 30 dias
B. manter o AM de forma exclusiva, orientar a técnica correta de amamentação e reavaliar o ganho de peso do bebê em três dias
C. manter o AM de forma exclusiva, sem complementos, verificando a técnica de amamentação na próxima consulta, em 15 dias
D. manter o AM exclusivo, mas solicitar exames laboratoriais de urgência, pois o mais provável é que este lactente apresente infecção urinária
E. manter o AM, complementando com suco de frutas no copinho, para não atrapalhar a amamentação e favorecer maior ganho de peso

    

 

30) Recém-nascido de seis dias, sexo masculino, nasceu de parto normal, sem intercorrências na gravidez e no parto. Peso de nascimento: 3.200 g, estatura: 50 cm, PC: 35 cm. Está em aleitamento materno exclusivo, boa pega e posição. Peso atual: 2.950 g. A mãe deve ser orientada a:

A. iniciar fórmula infantil, pois houve perda ponderal mantida
B. iniciar leite de vaca diluído para melhorar o ganho ponderal
C. manter o aleitamento materno, pois a perda ponderal está dentro do esperado
D. manter aleitamento materno e associar fórmula infantil, pois a perda ponderal foi exagerada
E. suspender completamente o aleitamento e começar formula hipercalorica

    

 

OBSTETRICIA GINECOLOGIA (10 QUESTÕES)

31) Sobre a corticoterapia utilizada na iminência de parto prematuro e CORRETO afirmar:

A. sempre está associada a hiperidratação e tocólise com beta-mimetico
B. é utilizada entre 26-34 semanas
C. varias vezes precisa de varios ciclos de corticoterapia
D. depressão respiratória, extra-sístoles, desaparecimento dos reflexos osteo-tendinosos podem ser efeitos adversos desta medicação
E. o tratamento está feito durante 2 semanas utilizando betametasona ou dexametasona

    

 

32) Sobre os pólipos endometriais é CORRETO afirmar:

I) têm baixo potencial de malignidade
II) manifestam-se sintomatico preponderente na menopausa,durante a menacme as sintomas leves sendo mascarados pelo ciclo menstrual
III) a ocorrência na menacme resulta em diminuiçãode receptores estrogênicos e progesteronicos
IV) a sintoma mais comum , tanto na menacme quanto pós-menopausa é a dor hipogástrica

São verdadeiras:

A. I, II, III
B. I e II
C. I e III
D. III e IV
E. apenas II

    

 

33) A interrupção da gravidez realizada por motivo de presença do síndrome de Down no feto seria um abortamento:

A. terapêutico
B. seletivo
C. criminoso
D. sentimental
E. judicial

    

 

34) Em quais das situações enumeradas abaixo podemos já diagnosticar um diabetes gestacional:

A. uma gravida de 22 semanas de gestação apresenta 98 mg% a glicemia de jejum duas vezes consecutivamente
B. uma grávida de 18 semanas é descoberta com 160 mg% glicemia de jejum e os valores no teste da tolerância foram: jejum – 155 mg/dl; 1 h – 230 mg/dl; 2 h – 195 mg/dl; 3 h – 160mg/dl
C. uma grávida de 24 semanas apreswentou na primeira consulta (a 10-a semana) 82 mg% glicemia de jejum, em presente havendo 91 mg% em jejum e o teste de tolerância: 1 h – 156 mg/dl; 2 h – 150 mg/dl; 3 h – 133 mg/dl
D. uma gravida de 22 semanas apresenta glicemia de jejum 80 mg% e o teste de tolerância á glicose jejum – 75 mg/dl; 1 h – 110 mg/dl; 2 h – 135 mg/dl; 3 h – 110mg/dl
E. nenhuma das acima enumeradas

    

 

35) A melhor modalidade para avaliar a gravidade do choque causado pelo descolamento prematuro da placenta consta em:

A. avaliar a quantidade de sangue perdida pela ultrassonografia
B. presença de sintomas caracteristicos: palor, agitação, ansiedade, hipotensão, pulso filiforme
C. a avaliação dos batimentos cardíacos fetáis (BCF)
D. a avaliação da diurése
E. medir a pressão venosa central

    

 

36) A fase do parto chamada de secundamento (dequitação) é caracterizado por:

A. exteriorização do sangramento antes da saída da placenta
B. descolamento placentar, descida da placenta, expulsão placentar
C. dilatação cervical completa e a descida do feto ate o primeiro plano DeLee
D. miotamponagem, trombotamponagem, indiferença e contrações uterinas fixas
E. queda da pressão intrauterina até um nivel de pressão abaixo do nivel de percepção da dor

    

 

37) Uma mulher de 37 anos chega no pronto socorro em seguida á uma tentativa de aborto criminoso provocado através de instilação intrauterina de agua com sabão. Está em estado comatoso, não apresenta hemorragia, nem febre, contudo, vem falecer 5 minutos depois a entrada no pronto socorro. O mecanismo mais provável da morte é:

A. reflexo vago-vagal
B. embolia gasosa
C. infarto agudo de útero
D. perfuração uterina
E. coagulação intravascular disseminada

    

 

38) As alterações hematológicas mais comuns na Doença Hipertensiva Especifica da Gravidez (DHEG) são:

A. Hemoconcentração progressiva, aumento de plaquetas, elevação de neutrófilos
B. Aumento de fibrinogênio, sem aumento de plaquetas
C. Hemoconcentração progressiva e trombocitopenia, testes de coagulação inalterados
D. Hemoconcentração apenas
E. A e B estão corretas

    

 

39) O diafragma é um dos métodos anticoncepcionais de barreira muito utilizado, porém existem situações que contra-indicam o seu uso, como por exemplo:

A. cesariana prévia
B. aumento da prolactina
C. irregularidade menstrual
D. útero em retroversão acentuada
E. obstrução tubária uni ou bilateral

    

 

40) A sindrome pós-puerperal de Chiari Frommel pode ser definido como:

A. forma particular da amenorréia – as vezes acompanhada por uma forte depressão – a paciente ate chega a tomar uma posição de lordose parecida com a lordose gravidica
B. microadenoma de células secretantes de prolactina, manifestado com amenorréia constante e galactorreia freqüente, níveis plasmáticas de prolactina acima de 20-30 ng/ml
C. pan-hipopituitarismo – com nanismo e infantilismo genital. O síndrome começa em volta de 13-14 anos e evolui, praticamente, com insuficiência tireóidea, corticosuprarenal, de STH.
D. neoplasias fibroepiteliais constituídas de tecido derivado do estroma ovariano e por células epiteliais, poliédricas ou redondas, do tipo urotelial ou de transição. Essas células contêm um pequeno núcleo em fenda ou em forma de “grão de café”, podendo haver grupamentos dessas células e configurar estruturas denominadas nichos ou ninhos.
E. defeito genético, representado pela falta de um cromossomo X, enquanto o cariótipo e 45+XO. Amenorréia e uma coisa secundar, o sindrome e uma malformação geral.

    

 

 

SAUDE PUBLICA (10 QUESTÕES)

41) Seria INCORRETO um médico fazer diagnóstico presuntivo de doença ocupacional em pacientes que trabalham em atividades que lidam com:

A. sílica
B. berílio
C. ozônio
D. asbesto
E. radiações ionizantes

    

 

42) As pneumoconioses são causadas por:

A. inalação de poeiras de origem mineral e outros tipos de poeiras
B. inalação de vapores de niquel
C. inalação de vapores de enxofre
D. sobrecarga de trabalho
E. inalação de vapores de cádmio

    

 

43) Segundo o Ministério da Saúde, de 2002 a 2004, houve redução da mortalidade infantil de 9,9% no país. Entre os estados que tiveram taxa de mortalidade infantil menor que a média nacional estão São Paulo, Santa Catarina, Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul. Você conclui que:

A. os dados nesses estados são mais fidedignos do que em outros.
B. os hospitais de maior complexidade devem ser mais numerosos e de melhor qualidade nesses estados.
C. as condições de vida, o acesso e a qualidade das ações e serviços de saúde devem ser melhores nesses estados.
D. a taxa de mortalidade proporcional por doenças infecciosas certamente é menor também nesses estados.
E. os coeficientes de letalidade das meningites, diarréias, câncer de pâncreas e tuberculose devem ser menores nesses estados.

    

 

44) Segundo a Constituição Federal, uma das diretrizes do SUS é a descentralização. Isso significa que

A. a execução da política nacional de saúde deve ser descentralizada, podendo cada município estabelecer o processo seletivo adequado de contratação de recursos humanos.
B. as diferentes esferas de governo podem ter políticas e programas independentes, sem uma linha condutora, desde que aprovadas pela instância legislativa correspondente.
C. as ações e serviços devem ser definidos de forma flexível, de acordo com as necessidades regionais, sem interferência da esfera federal.
D. numa mesma esfera de governo devem existir direções diversas para contemplar a diversidade de um país de grandes dimensões.
E. as ações e serviços devem ser descentralizados com direção única em cada esfera de governo.

    

 

45) Os dados abaixos são de um município brasileiro em 2000:

A Razão de Mortalidade Proporcional deste Município é:

A. muito boa, correspondendo 80%
B. razoável, muito semelhante ao índice nacional
C. ruim, pois está abaixo de 50%
D. muito boa, correspondendo a 45%
E. impossível de calcular

    

 

46) A criação do SUS na Constituição Federal de 1988:

A. foi o resultado de um grande movimento sanitário mundial e brasileiro, que preconizava a necessidade de um sistema de saúde público e gratuito para a população mais desfavorecida social e economicamente.
B. foi resultado do movimento contrário à situação existente durante a ditadura militar, época em que havia um sistema universal e descentralizado, com grandes dificuldades de se impor por falta de financiamento adequado.
C. foi o resultado de um processo social em contraposição a um modelo assistencial privatista hegemônico anterior, que tinha como uma das características privilegiar a prática médica curativa e individual, em detrimento das ações coletivas
D. representou a vitória do movimento sanitário que propunha um modelo de sistema de saúde universal e descentralizado, com enfoque coletivo e preventivo de pequena complexidade, mesmo que em detrimento das ações curativas e individuais.
E. representou a vitória do movimento sanitário, composto principalmente por médicos, que propunha importantes mudanças no tocante às responsabilidades dos gestores estaduais, aos quais foram passadas as execuções das principais ações de saúde coletiva e práticas curativas individuais

    

 

47) Assinale a alternativa correta:

A. Há uma relação direta entre a vida média e as condições de saúde das coletividades.
B. Vida média é a média de anos vividos pelos 20% dos indivíduos mais idosos de uma população.
C. Esperança de vida é o tempo de vida esperado para mais de 90% de uma população.
D. A esperança de vida entre mulheres e homens não apresenta diferença significativa.
E. Tem-se constatado um aumento da esperança de vida entre mulheres no Brasil e uma tendência contrária entre os homens.

    

 

48) São agravos de notificação compulsória:

A. Cólera, Pneumonia, Dengue, Difteria
B. HIV, leishmaniose visceral, Cólera, Peste.
C. Doença de Creutzfeldt-Jakob, Tularemia, Hepatite A, Doença de Chagas Crônica
D. Hantavirose, Febre do Nilo, Tuberculose, Toxoplasmose
E. Leishmaniose tegumentar, Hepatite B, sarampo, dengue

    

 

49) A Lei nº 8.080/90, no seu capítulo III, dispõe sobre a articulação das políticas e programas de saúde e as principais atividades a serem desenvolvidas pelo Sistema Único de Saúde, a cargo das comissões intersetoriais. Sobre o disposto na lei, considere as seguintes atividades:

I. Alimentação e nutrição
II. Biodiversidade
III. Segurança
IV. Ciência e tecnologia

São verdadeiras:

A. Somente I.
B. Somente II.
C. Somente III e IV
D. Somente II e III
E. Somente I e IV

    

 

50) Nos estudos epidemiológicos, o risco relativo é uma medida que indica a:

A. redução da freqüência da doença caso seja suprido o fator de risco
B. proporção de expostos ao fator estudado no grupo que adoeceu
C. proporção de expostos ao fator estudado no grupo que não adoeceu
D. freqüência da doença e do fator de risco na população estudada
E. intensidade da associação entre fator de risco e doença

    

 

 

SAIR